Fundado por Paulo Pinto Mascarenhas


Ana Albergaria
Bernardo Pires de Lima
Diogo Belford Henriques
Eduardo Nogueira Pinto
Francisco Mendes da Silva
Henrique Raposo
Inês Teotónio Pereira
Jacinto Bettencourt
João Marques de Almeida João Vacas
José Bourbon Ribeiro
Leonardo Ralha
Luciano Amaral
Luís Goldschmidt
Manuel Castelo-Branco
Manuel Falcão
Nuno Costa Santos
Paulo Pinto Mascarenhas
Pedro Marques Lopes
Rodrigo Moita de Deus
Tiago Geraldo
Vasco Rato
Vitor Cunha


Logótipo Acidental concebido por Vitriolica. Grafismo gerado por Miss Still.


Acidental Long Play


Direita Liberal


O Acidental


Público

TSF

Lusa

Associated PressReuters


A Causa Foi Modificada
Bomba Inteligente
O Espectro
Educação Sentimental
A Vida em Deli
Futuro Presente
Aos 35
Vitriolica Webb's Ite
A Sexta Coluna
Tristes Tópicos
Some Like It Hot
Xanel 5/Miss Pearls
Crónicas Matinais
Rititi
Mood Swing
19 meses depois
Serendipity
A Propósito de Nada
The world as we know it
Minha Rica Casinha
Da Literatura
Tradução Simultânea
Contra a Corrente
O Estado do Sítio
Geraldo Sem Pavor
Acho Eu
A Arte da Fuga
O Sinédrio
Blue Lounge
Portugal Contemporâneo
A cor das avestruzes modernas
Kapa
Snob Blog

E Depois do Adeus
Margens de Erro
Nortadas
Office Lounging
No Quinto dos Impérios
Teorema de Pitágoras
What do you represent
Esplanar
Quase Famosos
Melancómico
Vício de Forma
João Pereira Coutinho I
João Pereira Coutinho II
Retalhos da Vovó Edith
Blogue dos Marretas
Lóbi do Chá
O Insurgente
A Mão Invisível
A Esquina do Rio
Voz do Deserto
Desesperada Esperança
Homem a Dias
Blasfémias
Origem das Espécies
Babugem
Ma-Schamba
Rua da Judiaria
Fuga para a vitória
Mar Salgado
A Ágora
Miniscente
A vida dos meus dias
Elasticidade
Causa Liberal
O Telescópio
Grande Loja do Queijo Limiano
O Intrometido
Carambas
Mau Tempo no Canil
Lobby de Aveiro
Bar do Moe
Adufe
Bloguítica
Tau-tau
Incontinentes Verbais
Causa Nossa
elba everywhere
O Observador
Super Flumina
Glória Fácil
Metablog
Dolo Eventual
Vista Alegre
Aforismos e Afins
A Cooperativa
Semiramis
Diário da República
Galo Verde
Ilhas
french kissin'
Bicho Carpinteiro
Portugal dos Pequeninos
Foguetabraze
A Invenção de Morel
Aspirina B
O Boato
O Vilacondense
O amigo do povo
O Insubmisso

Aviz
Barnabé
Blog de Esquerda
Fora do Mundo
Jaquinzinhos


Powered by Blogger


Google

quinta-feira, março 30, 2006

Tomar providências

Não acho que o 25 de Abril seja chamado ao caso, mas alguém já se devia ter lembrado de pedir uma providência cautelar especificada contra a publicação da próxima obra de Margarida Rebelo Pinto por constituir mais um insulto à inteligência.

[PPM]

Comments on "Tomar providências"

 

Blogger Arrebenta said ... (1:22 da manhã) : 

O Simplex do Arrebenta

Uma só medida, para ser mesmo simples: leitura retrospectiva de todos os Diários da República, posteriores ao dia 25 de Abril de 1974, e colocação num estatuto de Lugares de Cunha de todos os filhos, filhas, enteados, primos, primas, amantes, enjeitadinha, filhos de pai-in-cornos, compadres, comadres, conluiados de Partido, fretes pós-sexuais, abortos, pessoas com o mesmo apelido, ninhadas de mães prolixas, cargos-resultados-de-um-jantar, de-telefonemas-apressados, de-aflições-súbita-de-uma-semana, filhotes de todas as marés partidária, etc., etc e tal,
dizia eu
de que,
nomeados para a Coisa Pública pós-25 de Abril,
depois de cumprida esta tarefa, fazia-se a mesma releitura, segundos os mesmo critérios de todos os nomeados em data anterior ao referido dia 25 de Abril, se ainda vivos, com direito a imediato afogamento em balde doméstico,
sendo os restantes imediatamente expostos num Pelourinho, rebaptizado de PELOURINHO DA CUNHA, situado na Expo, perto do Novo Casino de Lisboa, ou nas capitais das Cinco Regiões Administrativas do País, e no qual a ira dos restantes cidadãos teria uma semana para se manifestar, passando por insultos públicos, com direito a incluir o nome da mãezinha, do pai e da irmãzinha, apedrejamentos com os célebres lintéis milionários do Vereador Vasco Franco, e alçamentos de perninha, com direito a mijadela indignada sobre as vítimas.
Ah, obviamente tal hercúlea tarefa iria obrigar à contratação de 20 000 novos funcionários, a recibo azul, e prever-se-ia ter a duração de 10 anos, ou dois mandatos presidenciais.
A Bem da Nação, etc. e tal.

-------------
(Adenda ao anterior)
Cumprido o Simplex na Cousa Pública, estender-se-ia à Privada, e, uma vez o país deserto, esperar-se-ia que a iniciativa mais próxima tomasse a dianteira, prevendo-se termos, em dez anos e dois meses, o país solidamente unificado com a Coroa Espanhola.

http://braganza-mothers.blogspot.com/

 

Blogger Paulo Alves said ... (2:22 da manhã) : 

Vamos com calma, caro Paulo. Uma coisa é certa, ela nunca se defendeu para prémio Nobel. Quis ser, e é, «light». Não é vergonha nenhuma. O ridículo - acho - é ela aceitar que a «dispam» na blogosfera (o Esplanar há muito a falava da sua obra) e, agora, não queira que a critica «física» chegue aos seus leitores e leitoras que ela tem certeza que não andam por aqui.

 

Blogger PPM said ... (2:43 da manhã) : 

Tem alguma razão, Paulo, estava mais a brincar do que outra coisa, até porque todos têm a mesma possibilidade que eu: não comprar os livros dela. De qualquer modo, não me parece um gesto inteligente de quem a publica: a providência cautelar foi uma excelente publicidade para o livro do João Pedro George.

PPM

 

post a comment