Fundado por Paulo Pinto Mascarenhas


Ana Albergaria
Bernardo Pires de Lima
Diogo Belford Henriques
Eduardo Nogueira Pinto
Francisco Mendes da Silva
Henrique Raposo
Inês Teotónio Pereira
Jacinto Bettencourt
João Marques de Almeida João Vacas
José Bourbon Ribeiro
Leonardo Ralha
Luciano Amaral
Luís Goldschmidt
Manuel Castelo-Branco
Manuel Falcão
Nuno Costa Santos
Paulo Pinto Mascarenhas
Pedro Marques Lopes
Rodrigo Moita de Deus
Tiago Geraldo
Vasco Rato
Vitor Cunha


Logótipo Acidental concebido por Vitriolica. Grafismo gerado por Miss Still.


Acidental Long Play


Direita Liberal


O Acidental


Público

TSF

Lusa

Associated PressReuters


A Causa Foi Modificada
Bomba Inteligente
O Espectro
Educação Sentimental
A Vida em Deli
Futuro Presente
Aos 35
Vitriolica Webb's Ite
A Sexta Coluna
Tristes Tópicos
Some Like It Hot
Xanel 5/Miss Pearls
Crónicas Matinais
Rititi
Mood Swing
19 meses depois
Serendipity
A Propósito de Nada
The world as we know it
Minha Rica Casinha
Da Literatura
Tradução Simultânea
Contra a Corrente
O Estado do Sítio
Geraldo Sem Pavor
Acho Eu
A Arte da Fuga
O Sinédrio
Blue Lounge
Portugal Contemporâneo
A cor das avestruzes modernas
Kapa
Snob Blog

E Depois do Adeus
Margens de Erro
Nortadas
Office Lounging
No Quinto dos Impérios
Teorema de Pitágoras
What do you represent
Esplanar
Quase Famosos
Melancómico
Vício de Forma
João Pereira Coutinho I
João Pereira Coutinho II
Retalhos da Vovó Edith
Blogue dos Marretas
Lóbi do Chá
O Insurgente
A Mão Invisível
A Esquina do Rio
Voz do Deserto
Desesperada Esperança
Homem a Dias
Blasfémias
Origem das Espécies
Babugem
Ma-Schamba
Rua da Judiaria
Fuga para a vitória
Mar Salgado
A Ágora
Miniscente
A vida dos meus dias
Elasticidade
Causa Liberal
O Telescópio
Grande Loja do Queijo Limiano
O Intrometido
Carambas
Mau Tempo no Canil
Lobby de Aveiro
Bar do Moe
Adufe
Bloguítica
Tau-tau
Incontinentes Verbais
Causa Nossa
elba everywhere
O Observador
Super Flumina
Glória Fácil
Metablog
Dolo Eventual
Vista Alegre
Aforismos e Afins
A Cooperativa
Semiramis
Diário da República
Galo Verde
Ilhas
french kissin'
Bicho Carpinteiro
Portugal dos Pequeninos
Foguetabraze
A Invenção de Morel
Aspirina B
O Boato
O Vilacondense
O amigo do povo
O Insubmisso

Aviz
Barnabé
Blog de Esquerda
Fora do Mundo
Jaquinzinhos


Powered by Blogger


Google

segunda-feira, novembro 14, 2005

E o António M. Costa, existe mesmo?

Nestas coisas da blogosfera, por vezes é difícil saber ao certo se algumas das pessoas que por aqui escrevem assinam com os nomes verdadeiros. Ou melhor, se não são anónimos que assinam com nomes aparentemente vulgares, ou heterónimos de outras pessoas que preferem não dar a cara, ou ainda simples invenções anedóticas, o que por vezes já tem acontecido (veja-se o caso d' O Meu Pipi).

Uma vez, n' O Acidental, a propósito de uma pequena polémica do Luciano Amaral e ainda desconhecendo algumas das recentes vedetas deste meio, cheguei a perguntar se o Ivan existia mesmo ou se era apenas mais uma chalaça do meu amigo professor.

Agora, a mesma pergunta poderia ser feita sobre António M. Costa, que não sei se é um heterónimo do Ivan ou se, de facto, existe mesmo. É que antónios m. costas há muitos e o Google não ajuda a determinar quem são, o que fazem ou fizeram na vida.

Porém, se existe, quero agradecer-lhe o facto de me ter imaginado como alguém "que aparentemente se terá desvinculado da Juventude Popular". Alguém com idade para isso - e já nem falo do feitio, porque seria pedir de mais. Para informação genérica de arquivo, esclareço que a minha juventude já deu o que tinha a dar e que o tempo não volta felizmente para trás. Informo ainda que nunca fiz parte de qualquer organização partidária - ou outra - de tipo juvenil.

António M. Costa tem aliás essa grande vantagem em relação a mim ou a Pedro Lomba: bastará uma rápida pesquisa num dos motores de busca para que encontre suficientes referências (mais, no caso do Pedro) sobre quem somos ou o que escrevemos nos últimos anos. Encontrará certamente, no que me diz respeito, inconveniências, erros de concordância, contradições, comentários precipitados ou análises superficiais - mas nunca conversões de última hora. Já sobre ele, António M. Costa, é que não posso dizer o mesmo. E não posso por que não posso, ainda que o tente, não é porque não queira.

[Paulo Pinto Mascarenhas]

Comments on "E o António M. Costa, existe mesmo?"

 

Blogger André Azevedo Alves said ... (6:22 da tarde) : 

Por acaso (ou talvez não) tive a mesma dúvida em relação ao Ivan Nunes, de tão caricatural que me pareciam os escritos. Mas afinal existe mesmo. Estamos sempre a aprender...

 

Blogger PPM said ... (6:35 da tarde) : 

Exactamente, André. Foi o que me aconteceu a mim. E o Costa, será que existe? Proponho um manifesto "Digam-nos quem é o Costa".

PPM

 

Anonymous Inês said ... (9:56 da tarde) : 

O mais certo é não ser ninguém, como os outros todos que lá escrevem. Mas se souberem alguma coisa, digam.

 

Blogger André Azevedo Alves said ... (10:01 da tarde) : 

"O mais certo é não ser ninguém, como os outros todos que lá escrevem."

A afirmação é injusta para o Vital Moreira mas de resto...

 

Anonymous Inês said ... (10:02 da tarde) : 

Afinal parece que o Vital Moreira também escreve lá. Fica rectificado o epíteto de blogue dos "ninguéns".

 

Blogger André Azevedo Alves said ... (10:02 da tarde) : 

"E o Costa, será que existe? Proponho um manifesto "Digam-nos quem é o Costa"."

Proponho para slogan: Uma Micro-Causa pela identidade do Micro-Costa.

 

Blogger PPM said ... (11:19 da tarde) : 

Apoiado! Quem é que lança primeiro a micro-causa? Já agora: será que o Vital Moreira é o mesmo Vital Moreira, ou é um Vital S. Moreira qualquer? Tenho reparado que os textos do Vital Moreira do super-mário não têm a qualidade dos que escreve no Causa Nossa ou no "Público" (estou a brincar, é claro). Certo é que não o tenho visto a assinar muitos textos no blogue do ivan e do antónio m. costa.

PPM

 

Anonymous patrick blese said ... (12:01 da manhã) : 

Pela "qualidade" das peças que debita é fácil esclarecer a identidade do cavalheiro.
Apresenta M. como disfarçe, confessa quem é no resto do nome: António Costa , o Ministro himself.
Simples, não acham? rsss

 

Anonymous Inês said ... (11:01 da manhã) : 

Pode lá ser! Esse é alguém.

 

Anonymous André Militão said ... (3:40 da manhã) : 

LOOOOL! "bastará uma rápida pesquisa num dos motores de busca para que encontre suficientes referências (mais, no caso do Pedro) sobre quem somos ou o que escrevemos nos últimos anos."

A sério, isso é o teu melhor argumento? Às tantas também dizes que o Cavaco devia ser presidente porque ele diz que é muito competente e muito boa pessoa. Espera aí, tu já dizes isso!
LOOOOOOOOOOOL!


P.S. Epá, desculpa lá, é provável que eu não apareça na pesquisa do google, por isso, se quiseres, escusas de ler o meu comentário. Deus nos perdoe se formos ouvir as opiniões de qualquer pessoa que não apareça no Google.

 

Anonymous André Militão said ... (3:43 da manhã) : 

Se eu mandasse neste país!, só as pessoas que apareciam no Google é que podiam votar! Aliás, só as pessoas cujo nome merecesse alguma entrada no google é que deveriam poder ter blogs. Se há coisa que me repugna, são esses filhos da mãe que ninguém conhece e que têm blogs!

 

post a comment